segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Cena do filme "O Último Samurai", de Edward Zwick


O BOM COMBATE

Estou num tempo
propício às minhas escrituras
de êxtase e sangue,
contenção e silêncio...

Minha sorte: o combate
onde a luta,
num campo minado,
escolhe o vencedor.

Minha marca: a defesa,
onde o olho,
num foco atento,
foge ao golpe.

Se nego a batalha
e desconcentro a visão,
perder será uma rima
diante da imprevista sina...

Contudo, a sábia razão
da arte da guerra
orienta a cautela
que conduz na espera o justo triunfo...

Assim a vida segue:
Num tempo para o que se perde,
noutro para o que se colhe
ou, ainda, num tempo em que se aprende...

Genny Xavier

"Dom Quixote", pintura de Armando Romanelli

7 comentários:

Mar Arável disse...

Só não vence quem não luta

heretico disse...


como um belo diamante lapidado tempo...

e a serena confiança de quem detém "a sábia razão da arte da guerra"...

belíssimo

beijo

Mariazita disse...

Hoje venho convidar-te a visitar o meu blog
HISTÓRIAS DE ENCANTAR
, onde, excepcionalmente, acabo de publicar um post.
Desde já fico muito grata.
Beijinhos

PS - No próximo dia 14 haverá post novo em A CASA DA MARIQUINHAS

Alan Félix disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Alan Félix disse...

Olá Genny,

Adorei seu blog e seus poemas, você tem um lirismo encantador e certeiro.

Quero que conheça meus escritos também no http://viveirodeversos.blogspot.com.br/

Solineide Maria disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Solineide Maria disse...

você sabe que te amo!E que para sempre será para mim: eterna INSPIRAÇÃO.
Um abraço natalino!
Sonhei com você toda de azul. Deve ser que Nossa Senhora emprestou suas vestes preferidas. rs
Fique bem! Cuide-se bem!

Solineide