sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

Amor é fogo que arde sem se ver,/ é ferida que dói, e não se sente;/ é um contentamento descontente,/ é dor que desatina sem doer." (Camões)

Fonte: Google


A RIMA DO AMOR


Amor rima com dor
em posição inversamente recorrente.
Mas, caso calhe ao amor
- voluntarioso e surpreendente -
a rima escapa à sua sina
para em outra combinação
buscar na palavra esplendor
a bendita razão da chama
que aquece o amor.
Pois não há como não dizer
que o sentido da rima
ora estará para a dor
ora servirá ao esplendor.
Assim, amorosamente,
o verso revelará a dor que nos consome
e o esplendor que nos liberta...

Genny Xavier

Fonte: Google

6 comentários:

heretico disse...

"a rima escapa à sua sina
para em outra combinação
buscar na palavra esplendor
a bendita razão da chama
que aquece o amor"

camoniano - sem dúvida! diria que sublime...

beijo

Mar Arável disse...

A poesia não rima

Bj

O Sibarita disse...

Ei dona moça! kkkk

Em sendo assim, a dor que consome e o esplendor que liberta, desabrocha na flor rimando amor! Oi que bom! kkkkkkk

O Sibarita

Uouo Uo disse...



thank you

سعودي اوتو

Uouo Uo disse...

thx

كشف تسربات المياة
غسيل خزانات
شركة نظافة عامة

Carmem Grinheiro disse...

Olá, Genny.
O amor é senhor de muitas rimas e de muitas vontades. Triste aquele que tem na sina a dor do amor. Mas mais triste será o que não a teve ;)
Porque amor rima com vida, queiramos ou não.

bj amg